Pular para o conteúdo

Ramon Barbosa Franco

Escrever é uma atividade que realizo praticamente em todas as horas ativas do meu dia. Logo após me levantar, cumpro uma ampla rotina de produção textual. Redijo notas, notícias, requerimentos, respondo a e-mails, preencho postagens, preparo discursos. São produções associadas diretamente ao meu exercício profissional. Atualmente, estou assessor de imprensa da Câmara Municipal de Marília. Marília, cujo nome é inspirado num poema de Tomás Antônio Gonzaga, é uma cidade do Interior de São Paulo, onde vivo com minha esposa, filhos, uma cadelinha poodle e um calango, que habita clandestinamente o nosso quintal. Produzo literatura após desempenhar a jornada profissional e as funções de pai de dois meninos: um de 10 anos que deseja ser engenheiro e jogador de futebol ao lado de Messi e Cristiano Ronaldo, e outro de 4 anos que deseja ser peão para conduzir boiada até o Pantanal e disputar o rodeio de Barretos. Faço literatura do mesmo jeito que o dramaturgo Plínio Marcos escreveu a peça ‘Quando as máquinas param’: quando seus filhos estavam dormindo, à noite. Uma porque quando meus filhos vão para o quarto é perto das 22 horas. Outra porque, assim, o silêncio impera e, portanto, encontro condições perfeitas para as tramas serem colocadas no papel.

Nem sempre, no exercício profissional, fiquei responsável por textos rigorosos. Por 20 anos encarei a rotina de redações, exercendo funções de repórter policial, redator em diversas editorias, colaborador da Folha de S. Paulo, editor-assistente e, por fim, editor-chefe. Jamais abandonei a prática da escrita literária. Quase não escrevo poemas, apenas prosa. Para cumprir as exigências dos jornais e das editoras iniciava minha jornada antes das 6 horas e só terminava depois das 21 horas. Por isso, a madrugada sempre foi companheira do meu esforço literário.

De tudo que escrevo, o fazer literário é o que mais me preenche. São as linhas que mais me trazem satisfação. As outras que redijo me trazem a comida, pagam as contas e cobrem os custos da casa. O fazer literário é como se a mente, o corpo e o espírito consolidassem numa só forma, permitindo deixar palpável conceitos subjetivos em suas representações, como amor, liberdade, desejo, criação, justiça, medo e determinação.

Inspirado em dois grandes autores da minha formação, Ariano Suassuna e o mineiro Romulo Nétto, e por um comportamento profissional, sempre inicio o processo de escrita literária à mão. Escrevo capítulos, estrutura de tramas e cenas inteiras em cadernos ou folhas sulfite. Depois, traço uma versão à máquina de escrever, na Lettera 82, ou no computador. Textos por encomenda seguem direto para o computador, bem como as versões finais que preparo para enviar à editora.

 

Ramon Barbosa Franco, 36, é nascido em Paraguaçu Paulista, no Interior de São Paulo. Formado em Jornalismo pela Universidade de Marília (Unimar), já colaborou para jornais como O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo. Na imprensa, trabalhou como editor-chefe, editor-assistente e repórter policial. Atualmente é assessor de imprensa da Câmara Municipal de Marília. Escreveu ‘Getúlio Vargas, um legado político’ (Carlini & Caniato, 2015), ‘A próxima Colombina’ (Carlini & Caniato, 2014), ‘Contos do Japim’ (Carlini & Caniato, 2010), finalista em Literatura do Mapa Cultural Paulista 2009/2010, promovido pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, e do concurso de contos ‘Tragédias Cariocas Hoje’, organizado pela editora Nova Fronteira em homenagem ao dramaturgo Nelson Rodrigues. Ficou em 3º lugar no V Concurso Municipal de Contos ‘Prêmio Prefeitura Municipal de Niterói’, com o conto ‘Era de cubano’.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Comentários

romanceliteraturaefa… em Ceres Marcon
Manu da Italia em Fabio Rabelo
Fabio Rabelo em Fabio Rabelo
Maria Dolores Wander… em Maria Dolores Wanderley
Cristiano Gabriel em Gregory Haertel
%d blogueiros gostam disto: